segunda-feira, 24 de setembro de 2012

E se você não pudesse esquecer?


Hoje li uma notícia que me deixou em pane: “Com supermemória, ingês lembra o que fez, comeu e usou em dez anos”.

Pra resumir, é a história de um cara que tem uma doença chamada “hipertimésia”, que seria uma amnésia ao contrário, fazendo com que ele não se esqueça de nada que ocorreu consigo na última década.

Você já parou para pensar o que isso quer dizer?Já pensou que desespero se lembrar de cada detalhe, de cada roupa, de cada comida, de cada palavra, de cada momento bom, mas também de cada memória triste, de cada briga, de cada revolta.

A maioria das pessoas se lembra não mais do que 11 eventos importantes por ano. Eventos importantes podemos tomar coisas boas e ruins.

O que é bom adoramos lembrar. Nos faz bem.

O que é ruim nos amadurece, nos faz enxergar a vida com outros olhos, mas também nos deprime e angustia. Nem sempre nos faz tão bem.

Pensando nisso, será que esta doença aumenta o sentimento de raiva, ira, revolta, violência do doente?

Porque é fato: Um bom relacionamento, quer amoroso, profissional, fraternal ou familiar vai requerer paciência, calma, perdão. Quanto mais rápido for a capacidade de perdoar e seguir em frente, recomeçar, mais difícil é de se criar os sentimentos negativos que citei acima.

Eu tenho a facilidade de esquecer coisas ruins. Algumas vezes digo que tenho memória ruim.

Rubem Alves diria que tenho memória boa: “Temos memória fraca? Não. Temos memória inteligente. Burras não são as memórias que esquecem, mas as memórias que nada esquecem... A memória inteligente esquece o que não faz sentido. A memória viaja leve. 

Não leva bagagem desnecessária. ”

Procuro não levar nada que possa me deprimir. Aproveito os acontecimentos ruins para crescer, me modificar, me edificar, evoluir. Se eu me lembrar dos detalhes, acabo com o relacionamento possível com o ator do mal.

Não sei se é o correto.

Mas tento ser leve.

Acabo não pedindo muitas desculpas, pois não guardo muitos rancores. Esqueço o mal que me fizeram e logo fico bem de novo. Claro, com pessoas que eu amo e que sei que me amam.

Pedras no sapato eu mantenho bem longe!

38 comentários:

  1. Eu, além de sofrer de distração, tenho enormes dificuldades para me focar e principalmente esquecer certas coisas desnecessárias.

    Com uma aptidão dessa, eu morria. Sério mesmo. (risos)

    No mais, me esforço bastante pra ficar mais leve. Devagarzinho to evoluindo...
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  2. .


    Gosto muito de quem se res-
    guarda do outro lado da pes-
    quisa. Normalmente é um cu-
    rioso que de tanto pesquisar,
    estudar e discutir o méri-
    to de suas descobertas,
    torna-se um gênio.

    Obrigado pela amizade que
    você concordou ter comigo.

    silvioafonso




    .

    ResponderExcluir
  3. Menina eu também li essa reportagem.. deve ser horrível na minha opinião..
    Porque eu também acredito que aquilo que não nos fez bem, que nos fez sofrer, deve sim ser esquecido.. porque ficar relembrando com certeza vai nos fazer sofrer novamente..

    Adorei sua visão sobre o assunto.. o post ficou lindo..
    Beijinhos e um dia especial viu?
    Sheila

    ResponderExcluir
  4. Oi Moça!
    Eu também não guardo na minha memoria coisas ruins, pra que carregar algo que não nos faz bem?
    Seria muito triste ser como essa pessoa!
    Beijos
    http://www.terapiafeminina.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Moça!! Passa um seriado na TV a Cabo que fala sobre isso..são poucas pessoas que possuem esse dom, poder ou não sei classificar como!! Para mim seria um transtorno e angústia grande me lembrar de fatos que gostaria de esquecer. Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
  6. Como esquecer o que já sentimos, o que já vivemos, nada esquecemos, porém guardamos. Eu, nada esqueço, fingo que não o lembro, mas, não esqueço.
    Lindo texto!

    http://pamellaferracini.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu nem lembro do sabor da gelatina que degustei agorinha.
    Isso deve ser um tanto frustrante, no longo de anos acontece tanta
    coisa que preferimos deixar pra lá.

    http://minhaformadeexpressao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho uma memória ótima e assustadora tb!!!kkkk
    Agradeço, o ruim é quando vou compartilhar e as pessoas não lembram mais...kkkk
    Quanto a guardar mágoa, tem um período de uma semana mais ou menos, ainda não consigo filtrar bem!!!
    Bjoks
    Pri

    www.epocaboutique.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nossa já pensou lembrar de cada coisinha que vc fez, deve ser estranho!

    bjos

    www.jessicarcoelho.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa, deve ser horrível se lembrar de tudo, cada detalhe. Por melhor que seja a lembrança, dependendo do momento ela pode tornar-se ruim. Eu acho que deve ser até difícil viver o presente já que você não consegue esquecer os detalhes do passado.
    Melhor é do jeito que tá, lembro de tudo aquilo que me faz bem, o que me faz mal eu deixo guardado em uma das gavetinhas da memória, só abro quando necessário.
    Mas fazer o que, ele não se lembra de tudo porque quer né?!

    beijos, Lê
    http://calmarespira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Gente, que desespero deve ser lembrar de tudo, tudo mesmo! Lembro de ter lido sobre essa doença ainda criança, fiquei impressionadíssima. Era a história, real, de um astronauta que não conseguia (ou não podia devido à doença) esquecer de nada. Impressionante!

    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
  12. Não gostaria de ser assim. Ainda bem que minha memoria é bem fraca e esqueço rápido das coisas. Ele deve ter alguma técnica para não sofrer tanto com tantas lembranças.

    beijos

    ResponderExcluir
  13. Que interessante... tem até um seriado passando sobre esse assunto - Unforget... alguma coisa rsrs (olha como a minha memória é boa... rsrsrs).
    Como vc colocou no texto, acredito que a pior parte é se lembrar das coisas ruins, dos detalhes... deve causar uma sensação desagradável.

    Adorei a matéria!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Minha memória é muito boa, digo que é de elefante, lembro de detalhes até, mas nada se compara a esta situação. Gostei também do texto e da frase, "não leva bagagem desnecessária", às vezes lembramos de momentos ruins e ficamos remoendo coisas que poderíamos deixar para trás...

    Bjos,

    Mony
    Um blog sobre esmaltes

    ResponderExcluir
  15. Oi amiga td bom?

    Eu tenho otima memoria, e não tenho memoria ruim para esquecer coisas chatas do passado, lembro de cada detalhe mesmo sendo frustrante, eu acho que o problema não é nem lembrar e sim não deixar que vire uma certa magua. Uma excelente semana ^^ seguindo ebijos grandes


    ( ᐵ ᗜ ᑈ)ᘉ Endereço>> Dany's Place
    ▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓

    ResponderExcluir
  16. Nossa, deve ser muito estranho!
    Tá certo que há lembranças que temos sempre, mas lembrar de cada detalhe não deve ser bom.
    Concordo contigo em que há coisas que é melhor deixar pra lá!

    Beijos, flor!

    ResponderExcluir
  17. =S que coisa horrivel, coitado
    adorei o blog, ja estou seguindo ;*

    garotasaiajusta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Olá minha querida! Adorei o texto, super legal!
    Mil beijos, saúde e sucesso sempre.
    laylafonseca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Muito bom o texto e a curiosidade. Seria ruim! Imagina vc lembrar pra sempre daquela vez em que uma pessoa que vc ama te disse algo? Na hora da raiva a gente fala cada besteira né?
    mentesolvente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Rapaaazz! kkkkk Moça, nem me lembro o que comi hoje quanto mais o que ocorreu há dez anos atrás! O que e aquém lembrar? kkkkkkkkkkkkkkk

    Para que essa memória de elefante? kkkk Tem razão, esquecer o ruim e ficar na sempre lembrança das coisas boas.

    Sei lá quem foi minha namorada há 10, 15 anso atrás? kkkk Eu quero é o presente, o instante que escorre por entre os dedos das mãos, né não? Oi que é! kkkkkkkkkkkkkkkk

    Eu só consigo me lembrar e até sonho com a sopinha de letras no seu blog para comentar, aimôpai! kkkkkkkkkkkkkkk

    Porreta!

    O Sibarita

    ResponderExcluir
  21. As vezes esquecer as coisas ruins é o melhor remedio,mas nao podemos simplismente esquecer,temos que tirar algo bom disso,como voçe disse crescer,evoluir amadurecer... Bom,seu blog é muito lindo. Beijoss http://mesmosefossecinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Inicialmente essa "doença" parece algo bom, mas deve ser terrível. Lembrar de cada dor, de cada pedrada recebida nos últimos dez anos deve ser no mínimo angustiante.

    ResponderExcluir
  23. Nossa nunca imaginei que poderia existir uma doença dessa, tem o seu lado ruim ne mas também tem o lado bom, imagina estudar para alguma prova que maravilha rs eu sou muito é como eu posso dizer desligada das coisas, pra mim concentrar é mega dificil rs
    bjinhos
    conversando-com-a-lua. blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Eu consigo me lembrar de menos de 11 eventos importantes no ano, se é que eles acontecem, enfim, sou muito esquecida. Beijo

    ResponderExcluir
  25. Olha, a verdade é que nesse momento estou estudando para prova de Direito Penal que terei amanha, então juro que por esse momento ter essa doença não me parece tão ruim assim. kkkk
    Sem brincadeiras agora, deve ser muito ruim mesmo, cérebro sobrecarregado, tem coisas que a gente não deve lembrar...

    Ah, amei seu blog, já estou seguindo!
    http://ninhodefogo.blogspot.com.br/
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  26. Olá, Moça...
    Primeiro, quero dizer que achei este texto fantástico! inspiradíssimo! Eu sou assim, deixo no passado o que me acontece de muito ruim, as perdas, os sofrmentos, as traições, ou melhor, não deixo que nada disso aumente o "peso da minha bagagem"...
    Agora, quero agradecer sua visita ao meu blog e seu generoso comentário. Apareça mais vezes; os comentários são um incentivo.
    Fique com Deus.
    Gpoetica

    ResponderExcluir
  27. Nossa Amei o texto, tmb sou assim, só me lembro do queme faz bem =)
    To seguindo seu blog, se der dá uma passadinha lá no meu e se gostar segue tmb?

    http://www.bykahsantana.com

    Beijão Linda

    ResponderExcluir
  28. Eu também prefiro esquecer muitas coisas. Embora, verdade seja dita, com elas também aprendamos! Gostei muito do seu blog, boa semana.

    ResponderExcluir
  29. Eu também não queria ter essa doença não! Imagina! Ficar lembrando de tudo! Do jeito que já tenho boa memória! Mas minha memória é seletiva, só guardo momentos bons!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  30. Nesse caso, eu prefiro a total normalidade. Não acho necessário lembrar de tudo. Inclusive, a própria matéria fala que essa patologia o não tem ajudado o jovem a se sair melhor em provas ou trabalhos da faculdade. Ou seja, não serve para nada. Para que lembrar de tudo? Passado é passado. Que fiquem só as boas recordações. Beijinhos e obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  31. De folhas de Outono se coroa uma tonta
    Lancei pedras sobre as ondas furiosas
    Teimosamente arde neste peito uma raiva
    E vi muito lixo num covil de raposas

    As coisas que um poeta vê
    As coisas que que invadem uma alma demente
    Num silencio contaminador, estonteante
    Ouvi palavras de amargo presente

    Cheguei finalmente a uma certa praia
    Fiquei encoberto por uma mancha de gaivotas
    Na impressionante fachada da minha alma
    Fecham-se com estrondo todas as portas


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  32. Acho que eu não gostaria de me lembrar de tudo, confesso que tenho péssima memória, mas sou grata a ela porque talvez por causa disso perdoe facilmente e não fique remoendo assuntos sem importância...


    ResponderExcluir
  33. Ei dona moça! kkkkkk Xiiiiii... tinha esquecido que já comentei! kkkkkkkkk

    Ômodeu! O que lenha são as sopinhas de letras, dona menina vamos tirar... kkk

    O Sibarita

    ResponderExcluir
  34. kkkkkkkkkkkkk Tomei um a zero e não é que lá ela tinha tirado? Ô maravilha! kkkkkkkkkk

    O Sibarita

    ResponderExcluir
  35. lindo

    to seguindo flor.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  36. Oi Moça,

    Texto bem inteligente e positivo.
    Infelizmente, minha memória não consegue apagar as coisas negativas. É um drama, acredite!
    Por outro lado, retám as boas, quase que pra sempre.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  37. Olá, Moça, obrigada pela visita e pelo carinho! Gostei muito vir aqui e conhecer um pouco desse mundo.
    Eu já sou um pouco esquecida. principalmente com acontecimentos desagradáveis. Eu sofro, choro, extraio o necessário, mas tenho um mecanismo de defesa, que me faz esquecer. Creio que lembrar de tudo por um longo período, deve ser estressante mesmo.
    Belo post! Boa semana! Beijos

    ResponderExcluir