quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Tudo que vai...


"Tudo que vai
Deixa o gosto, deixa as fotos
Quanto tempo faz"

Quando pensei em escrever sobre isso, logo me veio na cabeça este trechinho do Capital Inicial.
Quanta coisa se vai.
Como tudo muda, passa, se transforma, continua, se encerra, renasce.

Hoje, não vou falar das coisas.
Nem das pessoas que se vão por escolhas próprias e que podem ser encontradas facilmente por aí.

Quero falar daqueles que se vão e não voltam mais a esta vida.

Acabo de ler que Niemeyer faleceu. Há mais ou menos 1 hora atrás.
E isso me choca. Aos 104 anos.
Repleto de obras lindas concluídas.
Cheio de notoriedade.
Com inúmeros fãs e admiradores.
Um orgulho para o Brasil.
Definitivamente cumpriu bem sua missão.
Tinha apenas uma filha, que já faleceu. 
Merecia descansar em paz.
Deveria ser fácil de aceitar.

Mas pra mim não é.
Não entendo a morte. Ou melhor, entendo.
Não entendo é a saudade.
Não entendo é aquele que falou algo pra mim sexta-feira passada não ter hoje condições de me dizer algo novamente.
Não me tranquilizo em pensar que a morte pode vir e trazer com ela a melancolia da saudade. Eterna.

Tenho um grande amigo passando por um problema grave de saúde! Um outro Oscar, um querido. Alguém que mesmo longe é tão próximo e que agora me deixa com medo de que se vá e leve consigo sua sabedoria, suas palavras doces, seus ensinamentos.
Eu deveria ser menos egoísta. Desejar seu melhor. Que não houvesse sofrimento.
Mas é triste demais pensar no nunca mais. E aí oro, acredito e peço por sua melhora.

Mesmo ele já tendo cumprido sua missão. Mesmo que sua semente já tenho sido plantada em cada um que cruzou seu caminho.

E assim, creio eu, é sempre, quando nos deparamos com a possibilidade do "E se nunca mais..."

Mas eis que leio agora uma linda frase de Niemeyer: "A linha do infinito pode vir a ganhar suaves e elegantes curvas". E isso é o que é. O além. O depois da viagem. O que será que vem depois? E o fim não era um fim?

Não sei, mas lidar com isso é difícil.

E aí lembro de outra canção. Ira!, com uma música que sempre me faz lembrar dos meus queridos que já se foram...



"É o planeta inteiro
Que respira
Sinais de vida
Em cada esquina
Tanta gente que se anima...

É quando seus amigos
Te surpreendem
Deixando a vida de repente
E não se quer acreditar...

Mas essa vida é passageira
Chorar eu sei que é besteira
Mas meu amigo!
Não dá prá segurar..."

E isso me faz pensar em tantas coisas... A vida é mesmo passageira. Enquanto uns chegam, outros se vão. Alegria aqui, tristeza ali.
Mas tem lágrimas que você não consegue segurar.
Tem pensamentos que você não consegue evitar.
Eu só queria poder segurar algumas pessoas por perto. Bem e vivendo bem por perto.

E claro Deus, eu sei que Você sabe de tudo. E sabe o melhor. 
E sabe quando uma missão chega ao fim. E sabe que eu sou um pouco resistente a isso. 
Mas vou melhorar.
Vou aprendendo a lidar com isso tudo!

49 comentários:

  1. eu também soube as mais ou menos uma hora, é triste vê um homem como aquela ir embora, mas ele deixou sua marca aqui através de arte e com certeza ele vai ser sempre lembrado, mas é assim que é a vida né a gente nasce, cresce, se reproduzo e infelizmente morre.
    bjinhos
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. E sobre a morte;
    A saudade é fértil.
    Come a vida e seus
    Trajetos.

    Morta! Tão viva em
    mim e em meus retratos
    I N D I S C R E T O S !


    Seguindo-te;
    Flores!

    ResponderExcluir
  3. Já perdi, além de conhecidos, dois queridos. Se foram de forma rápida, sem chance de despedidas ou tristezas em um quarto de hospital ou algo do tipo... apenas se foram. O primeiro, em 2009, me deixou com uma pergunta: "E agora? O que vem depois?" Algum tempo depois, já no silêncio do meu quarto, conversei em sussurros com Deus e caí no choro. Pude sentir a presença desse meu amigo... foi lindo. Desejei toda a paz do mundo para ele e, assim, deitei bem naquele dia.
    O segundo, já mais recente, sempre fez parte da minha vida... era meu tio. Meu adorável tio. A notícia da morte foi da forma mais estranha possível: acordei e puff, o mundo caiu. No começo nem consegui acreditar... alias, até hoje não acredito. Ainda penso que ele está por aqui, viajando e que eu estou com saudades. Mas aos poucos, tento me confortar.
    A vida é assim mesmo. Temos que aceitá-la.
    Me apego muito a religião, principalmente neste assunto... e ela tem acalentado minhas dúvidas. Espero que ela também possa cuidar do seu coração.
    O outro lado deve ser bom. Deus cuida daqueles que fazem a partida.

    Enfim, paz e bem para você.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. A verdade moça, é que seja em que tempo e circunstancia for, tenha a idade que tiver aqueles que partem nunca estamos preparados p perder ninguém! O que doi não é a morte em si, mas a falta daquela pessoa nas nossas vidas, seria tão bom se houvesse direito a visitações, sempre penso nisso qdo lembro da minha mãe, daria tudo por mais um único dia ao lado dela! Bjooos

    ResponderExcluir
  5. Também não entendo a morte, e acho que nunca vou entender. Mas talvez seja melhor assim.

    ResponderExcluir
  6. I just stumbled over your blog! Its absolutely lovely and very inspiring! Would be really cool if we can follow each other. Please let me know xxx
    http://babyemilycloset.blogspot.co.uk/

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigada pela sua visita. Espero que volte mais vezes. Já estou seguindo o seu blog.
    A morte é uma passagem para quem acredita na continuidade do espírito. Quando perdemos um ente querido ou uma pessoa muito especial, é inevitável sentir a falta daquela presença tão querida. A saudade existe para sempre nos lembrarmos das pessoas especiais que passaram em nossas vidas e, pelo ciclo da vida, foi embora. A saudade faz a gente manter vivo a memória de alguém tão especial. Eu sei o quanto é dolorido, mas Deus sabe o que faz.
    Já que essa vida uma passagem, vamos aproveitar ao máximo essa oportunidade tão divina? Eu penso sempre assim, quando certas dúvidas batem aqui dentro.
    Beijinhos e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  9. Essa música é linda! *.*

    bjs

    www.amodernpinup.com

    ResponderExcluir
  10. Fiquei arrepiada do início ao fim do seu post. Me lembrou até uma outra música, mas dessa vez, do Pouca Vogal: "amanhã, talvez, esse vendaval saia do caminho... Por hoje é só, vou deixar passar a tempestade...".

    A morte dos outros provoca, talvez, uma certa morte em nós, que continuamos vivendo. É justo parar um tempo a correria que a nossa rotina exige pra respirar fundo, de olhos fechados, pensar um pouco sobre a brevidade da vida, sentir muita saudade e seguir em frente, porque não há mais nada (nem nada melhor) a se fazer. Beijos, flor. Linda tua sensibilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico mto contente de ter te emocionado!
      bj

      Excluir
  11. LINDO!!!!!

    ADORO!!!!


    Tenho sorteio de uma blusa da Prada no meu blog!! Participa!! :)

    http://www.facebook.com/estilohedonico
    http://estilohedonico.blogspot.pt/

    xoxo

    ResponderExcluir
  12. É dificil sim... mas meu pai morreu eu tinha 15 anos e aprendi cedo o que era a saudade, o nunca mais ver(pelo menos nessa vida, a falta, a revolta com deus.... depois tudo isso se transformou em aceitação inicio, meio e fim. Aqui. Porque não acredito que seja só aqui. A vida aqui é muito breve nem todos tem o privilegio de morrer com 104 ( meu avó morreu com 109)são raros. O grande lance é começar a ter a sabedoria de aceitar o que não podemos modificar e ser feliz.

    Beijos e uma semana cheia de paz

    ResponderExcluir
  13. O atquitecto brasileiro é património mundial e , portanto, Portugal também ficou mais pobre. Mas em ternos estritamente portugueses , tivemos perdas muito duras e numa só semana ficámos sem dois nome importantes.

    E, como se não bastasse, o actual Governo CDS/PSD vão acabr com o excelente programa cultural "Câmara Clara", transmitido no segundo canal da televisão pública!!

    Para o seu amigo, o meu desejo de melhoras; para si, um terno abraço.

    ResponderExcluir
  14. Precisamos aceitar que tudo finda. Ao menos por aqui. Mas concretamente nunca se vai, porque a saudade é uma das coisas que fica pra provar que algo nunca morre de fato. A morte não existe, o meu ver. Só existe a partida para outra vida... As pessoas continuam dentro de nós, das nossas vidas e jamais sumirão. Porque sempre que existir a lembrança, ela viverá.

    Texto muito lindo Moça.
    E... obrigado pelos últimos comentários tão carinhosos e adoráveis.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao tem do que agradecer! adoro seu blog!

      Excluir

  15. legal a forma como vc costura ideias =)

    beijo

    ResponderExcluir
  16. Não sei o que vem depois, mas prefiro pensar que seja algo bom. Também não sei lidar muito bem com saudades e perdas, tenho medo de ficar só, de perder pessoas que amo. Mas acho que isso é parte da vida: um não existe sem o outro ;)

    Lindo o texto!

    Passando para desejar um ótimo dia!
    Liz<3
    The Red Lil' Shoes Blog
    http://theredlilshoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá querida,
    Obrigada pela sua visita ao Vivendo e Aprendendo, vc será sempre mt bem-vinda ao meu cantinho! Gostei mt da forma como se expressou, lembrei da música do Chico Buarque "Roda Viva" que "leva td pra lá!" É a vida!
    Bjsss
    Sileni
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir
  18. teem que aprender mesmo, mas é isso mesmo a vida!
    beijos, querida!

    ResponderExcluir
  19. É compliicado falar sobre morte né?Mas no final das contas,aprendemos bem mais com essas pessoas que estão no abismo do nada, do quê com aqueles desalmados.Sei lá.É estranho e mórbido,mas é real :)

    Beeijinhos
    http://doyoufeelthewayidorightnow.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!!
    Vim agradecer a sua visita no meu cantinho!
    Infelizmente sabemos que um dia todos iremos morrer, mas não aceitamos o partir de pessoas tão queridas e que de alguma forma acrescentaram em nossas vidas.
    A vida é passageira, por isso o importante é valorizar quem nos ama de verdade e vir intensamente, plantar o bem e o amor ao próximo.
    Viver é uma dádiva de Deus, quw devemos agradecer todos os dias e plantar e colher boas sementes!
    Uma linda semana!!
    Bjss

    ResponderExcluir
  21. Eu tbm nao sei lidar com a morte! Na verdade nao gosto nem de pensar...rsrs
    eu choro, fico mal pra caramba, perder alguem que voce ama parece que vai desabou o mundo, e a saudade doi, e as lembranças ficam
    mas como vc disse, principalmente quando tem alguem sofrendo, é egoismo pensarmos na dor que sentiremos, porem inevitavel.
    porem isso é nossa cultura, outros paises comemoram pq o mundo é cruel demais,e quem morre se livra dele...é engraçado
    porem a unica certeza que Deus nos deixou, é que nossos dias aqui se findam, portanto temos que amar as pessoas todos os dias enquanto temos oportunidade.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  22. Acredito que todo final de ano, nos faz pensar nos
    ganhos e perdas.

    Essas musicas são lindas.

    ResponderExcluir
  23. Você disse bem, é realmente uma saudade eterna. Difícil mesmo de aceitar...

    ResponderExcluir
  24. Difícil, sim, Moça. E, como você mesma disse, o difícil de aceitar não é a ideia. É a saudade. Belo texto, boa semana!

    ResponderExcluir
  25. De todas as duvidas que possamos ter uma é inevitável e certeira: a morte.
    E só me pergunto às vezes porque ainda não lidamos com isso? Porque ainda choramos o inevitável?
    E como diz e bem, não é só a morte. É a saudade, o vazio, o desconhecido misturado com o medo. E a falta. A falta enorme. E este enorme Homem que partiu e que ainda assim ainda tinha tanto para concretizar. Um exemplo. Nele. uma espécie de imortalidade!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  26. Ainda não consigo aceitar essa partida, que nos deixa tão perdido.
    Bjos e tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  27. Olá amiga, um texto lindo, que emociona e nos faz pensar sobre como é breve a nossa passagem pela vida! E como é difícil aceitar a falta dos entes queridos! Merecida homenagem a Oscar Nymeier muito amado também aqui em Portugal. Ficará sempre lembrado na sua gigantesca obra. Bjs Ailime

    ResponderExcluir
  28. Foram 104 anos de grandes realizações!
    Beijinho para si!

    ResponderExcluir
  29. Gosto de ver opiniões de gente "moça".
    Li um seu cometário em um blog, há pouco, cliquei
    no seu retratinho, Moça, e gostei do que li.
    Hei de voltar.
    Um beijo,
    da Lúcia (não tão moça..rsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom que gostou! e eu fico feliz com a sua visita!
      bj

      Excluir
  30. A morte é um efeito colateral da vida. Só morre o que está vivo. É nossa única certeza. Então, o importante, o que é verdadeiramente importante, é o que fazemos entre o nascimento e a morte.

    Beijos

    O mundo sob o meu olhar

    ResponderExcluir
  31. Quando penso nesta questão, me vejo com várias perguntas, e, reflexões. Sabe, a vida é assim. O que importa é deixarmos nossa marca na terra, para que as pessoas veem que mesmo deixando este mundo, não saímos de cena em vão.

    Beijo!
    http://pamellaferracini.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. Eita dona Moça retada meu Deus! kkkkk

    Muito bacana seu texto, na realidade, como bem disse o próprio Oscar Niemeyer, a gente vem dá seu tempo e se vai, porém, tenha a certeza que há o processo reencarnatório, ou seja, voltamos sim em outras reencarnações... Que tal ler o Livro dos Espíritos de Allan Kardec, uma boa pedida, viu? kkkkkk

    O melhor de todo texto é essa sua compreenção ao dizer a Ele que vai melhorar! Oi que bom!

    Claro que a vida se acaba, mas, o espírito continua no processo de reencarnação futura, como vc tá dizendo que vai melhorar aos olhos de Deus, que tal ler também "Há Dois Mil Anos" do Espírito Emmanoel por Chico Xavier?

    Beleza!

    O Sibarita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ja li um pouquinho do Livro dos Espiritos. Confesso que me amedronta um pouco o assunto!
      Esse há dois mil anos já li! adorei!
      Livia Lentulos!
      rs
      bjoooooooo

      Excluir
  33. Li atentamente este teu post. Eu também não entendo a morte, mas é a coisa
    mais certa que se tem. Um post interessante para ler e reflectir.
    Venho desejar a si e sua Família
    um FELIZ NATAL.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  34. É realmente difícil ver as pessoas que tanto são importantes na nossa vida partirem sem escolha. Mas temos que pensar que o que é pra ser é- e isso não podemos mudar. Temos que aproveitar o máximo cada segundo, sorrir o quanto pudermos, agarrarmos o momento, dizer o quanto especial é cada pessoa pra nós. Não podemos mudar o passado, mas podemos construir cada instante no presente.
    Beijos,
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que esse é o segredo né?
      saber aproveitar o presente e construir um bom futuro!

      Excluir
  35. Não entendo a morte. Muitas vezes tão covarde, nos levando pessoas sem que tenhamos sequer tempo para nos despedir ou para viver mais momentos com elas.
    Não entendo a saudade. Eu sei que é egoísta, mas... quem fica deveria levar consigo todas as lembranças.


    http://osonhodeumaflauta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. A morte é algo que a gente não entende,esse ano aprendi o que é a morte,depois de perder alguém querido que levou um pedaço de mim e às vezes eu paro e lembro dos sorrisos,dos momentos,dos ensinamentos,de cada coisa que vivemos juntos,depois dele a família não é mais a mesma.
    E ao passar por isso vi a saudade mudar de forma,de intensidade,eu achava que sabia o que era saudade,mas hoje vejo que só estou aprendendo.
    Lindo post!abraço Moça,=)

    ResponderExcluir
  37. E não é assim que nós somos? Não é na falta de algo que o ALGO ganha incrível valor? E SE for isso tudo uma escola? E SE o AMOR do reencontro for maior que a dor da saudade? Não terão valido as lições da vida?

    Muito bonito, e por isso te amo. Desculpe quando não respeitei suas dúvidas ou sentimentos. DSB

    Seguindo a linha do seu texto....

    Mande notícias
    Do mundo de lá
    Diz quem fica
    Me dê um abraço
    Venha me apertar
    Tô chegando...

    Coisa que gosto é poder partir
    Sem ter planos
    Melhor ainda é poder voltar
    Quando quero...

    Todos os dias é um vai-e-vem
    A vida se repete na estação
    Tem gente que chega prá ficar
    Tem gente que vai
    Prá nunca mais...

    Tem gente que vem e quer voltar
    Tem gente que vai, quer ficar
    Tem gente que veio só olhar
    Tem gente a sorrir e a chorar
    E assim chegar e partir...

    São só dois lados
    Da mesma viagem
    O trem que chega
    É o mesmo trem
    Da partida...

    A hora do encontro
    É também, despedida
    A plataforma dessa estação
    É a vida desse meu lugar
    É a vida desse meu lugar
    É a vida...

    Lá lá Lá Lá Lá...

    A hora do encontro
    É também, despedida
    A plataforma dessa estação
    É a vida desse meu lugar
    É a vida desse meu lugar
    É a vida...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adorei seu comentário e adoro qdo vc vem aqui!

      Excluir